MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
24/11/2017
09 de julho de 2014 às 10h36 | Copa 2014

Técnico alemão diz que seleção brasileira estava desorganizada

Ele disse que o resultado por 7 x 1 da Alemanha não era esperado nem por ele

Por: Mariana Anjos / Fonte: Agência Brasil

Para o técnico alemão Joachim Löw, a seleção brasileira sofreu com a pressão para ser campeã do mundo em casa e pela desorganização de sua equipe na partida dessa terça-feira (8). Löw disse que o resultado, com a vitória de sua equipe por 7 x 1, não era esperado nem por ele.

“Três gols foram marcados em cerca de quatro minutos. Depois dos 2 x 0, percebemos que eles [jogadores brasileiros] estavam perdidos e confusos. Nós ficamos calmos, utilizamos as oportunidades e aproveitamos bem isso”, disse. “O anfitrião abriu grandes espaços hoje. Quando se joga rápido, o Brasil tem problemas”, ressaltou.

Em entrevista coletiva concedida após o jogo, o técnico alemão disse que seus jogadores estão muito felizes com o resultado, que colocou seu país na final da Copa do Mundo. “Ganhamos esse jogo, estamos na final. É uma excelente sensação. Tivemos sorte que os anfitriões não estavam bem organizados e agora teremos que ser modestos, humildes e nos prepararmos bem para a final”.

Segundo Löw, durante o intervalo, os jogadores alemães já sabiam que o resultado de 5 x 0 conquistado no primeiro tempo significava a vitória. Mas isso, de acordo com ele, não provocou uma “euforia desenfreada” nos jogadores, que se mantiveram sob controle para tentar garantir o placar e chegar à final da Copa.

Löw lembrou que a Alemanha terá um desafio difícil no próximo domingo (13), quando irá enfrentar a Argentina ou a Holanda na final. Para ele, ambas as equipes fizeram uma grande Copa e serão adversários mais difíceis do que o Brasil foi hoje. Segundo ele, os jogadores alemães estão calmos e mantendo “os pés no chão”, sem euforia. “Esta seleção está disposta a ganhar a final. Vamos manter a concentração alta nos próximos dias”, disse.

Lembrando da derrota da Alemanha para a Itália, jogando em casa, na Copa de 2006, Löw disse saber como os jogadores e o técnico brasileiro, Luiz Felipe Scolari, se sentem. “Acho que consigo imaginar o que foi sentido. Lembrem-se de 2006, quando perdemos a oportunidade de chegar à final. Qualquer país irá sentir essa decepção. Essa derrota, para o Brasil, será muito difícil para ser digerida. Apesar disso, o Brasil jogou uma excelente Copa do Mundo e organizou uma grande Copa. O que ele entregou, foi algo fantástico. Obviamente será uma derrota dolorosa e muito difícil de aceitar”, avaliou.

Eleito o melhor jogador da partida de hoje, o meio-campo alemão Toni Kroos também considerou a seleção brasileira “meio perdida em campo” durante o jogo. “Realmente aproveitamos as oportunidades e marcamos um gol após o outro. Foi um jogo excelente”, disse, também em entrevista após a partida.

Segundo Kroos, a Alemanha teve um “desempenho fantástico” contra o país anfitrião. “Obviamente ela [seleção brasileira] tem bons jogadores e eles tinham grande pressão sobre os ombros, tinham que ser campões em casa. Mas nós os forçamos e não permitimos que eles jogassem o seu jogo. Tiramos todas as bolas deles e marcamos todos os gols”, disse o jogador alemão.

Kroos disse que a seleção alemã quer muito conquistar o Mundial, mas ainda terá que superar uma etapa difícil, que é vencer a Argentina ou a Holanda no próximo domingo. “Estamos aqui para sermos campeões do mundo e ninguém se torna campeão do mundo na final. Teremos um último jogo muito difícil, que será mais difícil que hoje e teremos que entregar nosso melhor desempenho. Mas faremos uma excelente final”, disse.

 

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas