MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
20/08/2018
23 de agosto de 2014 às 11h15 | Esporte

Rosberg crava 7ª pole no ano; Massa sai em 9º

Neste sábado, a definição do grid de largada foi com água caindo

Por: Mariana Anjos / Fonte: UOL

Pode fazer sol, ventar e pode até chover. Pelo jeito, ninguém mesmo vai segurar a Mercedes no Mundial 2014 de Fórmula 1. Neste sábado, a definição do grid de largada do GP da Bélgica foi com água caindo e asfalto molhado.

E mesmo com este cenário adverso e com a necessidade de um acerto diferente de carro, a briga pelo topo só teve dois nomes: Nico Rosberg e Lewis Hamilton. Melhor para o alemão, líder do campeonato, que cravou sua sétima pole position no ano, deixando o inglês em segundo lugar e Sebastian Vettel em terceiro. Pela Williams, Felipe Massa larga em 9º.

O Grande Prêmio da Bélgica acontece às 8h de MS. A corrida é mais uma disputa importante pela liderança do Mundial: com seus 191 pontos, Hamilton mantém sua perseguição ao líder Rosberg, que tem 202.

Se neste sábado a água caiu e mudou tudo o que poderia se esperar dos treinos, a previsão não segue para domingo. Para a competição, o tempo deve ser estável, com pista seca, o que dificulta um pouco para as equipes, que tiveram de acertar os carros de forma totalmente diferente para a disputa do grid e da corrida.

Mesmo com o tempo instável, não deu para mais ninguém: a Mercedes manteve o domínio avassalador com que tem levado este Mundial e teve seus dois pilotos na disputa interna pela pole.

O treino

Apesar de demorar a aparecer na lista dos primeiro, Massa mostrou estar bem preparado para encarar a água. Durante o Q1, ele apareceu no topo só nos minutos finais, e foi quem mais se aproximou das Mercedes, com o terceiro tempo.

Ainda assim, seu tempo era mais de um segundo mais fraco que o de Rosberg e Hamilton, mostrando a disparidade entre as equipes que correm atrás dos líderes do campeonato.

A segunda parcial foi diferente, e Massa não teve a mesma performance, ficando em sexto, atrás de Bottas, seu companheiro de equipe, que acabou em quarto. Em um Q2 sem sustos, o importante foi garantir o espaço entre os dez pilotos do Q3.

O fator surpresa, por conta de os pilotos não saberem quando a chuva poderia atrapalhar as condições, marcou o Q3. Todos os pilotos tiveram de sair rápido dos boxes para garantir os primeiros tempos, e Rosberg foi quem apareceu na primeira posição, mostrando seu domínio, mesmo com o clima instável. Massa chegou a ter o quarto tempo, mas logo foi colocado para trás e não conseguiu passar seu companheiro até o fim da sessão, fechando em 9º.

 

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas