MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
21/09/2018
04 de junho de 2018 às 10h15 | Geral

Programa de Gestão por Competência encerra primeira fase nesta segunda-feira

Nessa etapa, os gestores devem propor os ajustes necessários

Por: GOV MS
Divulgação/GOV MS

Esta segunda-feira (4.6) é o último dia para o fim do prazo para realização do 1º acompanhamento do Plano de Gestão de Desenvolvimento Individual (PGDI). Nessa etapa, os gestores devem conversar com os servidores de sua equipe, analisando o andamento das entregas pactuadas, propondo os ajustes necessários e informando o servidor sobre o desenvolvimento dos seus conhecimentos, habilidades e atitudes para qualidade dos serviços, registrando todas as informações no sistema. Todos têm até às 23h59, de hoje para executar essa fase.

Considerada a principal etapa do Programa de Gestão Por Competências, o Plano de Gestão de Desenvolvimento Individual (PGDI) integra o processo de planejamento, acompanhamento, e avaliação de cada servidor, com base na definição de ações de desenvolvimento de cada um, potencializando habilidades e oferecendo qualificação quando houver necessidade.

Segundo a gestora de Política de Desempenho e Desenvolvimento do Servidor Público Estadual, Ana Carina Verbisck, responsável pelo desenvolvimento do programa, até o momento 24.897 servidores aderiram ao PGDI ciclo 2018, número que representa 90,09% da meta inicial. Ainda segundo ela, seis órgãos da administração já concluíram a fase com 100% de participação e outros 18 órgãos contabilizam mais de 80% de participação.

Para o titular da Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD), Carlos Alberto de Assis, o encerramento com êxito deste primeiro ciclo da segunda fase do programa representa uma mudança na gestão de recursos humanos do Governo do Estado. “Esse é um programa de Governo que busca a eficiência e profissionalização do serviço público. Vamos investir na qualificação do servidor e aprimorá-lo para prestar um bom serviço” observou Assis completando que a compilação dos indicadores do PGDI 2017 já direcionaram a formatação de mais 100 cursos de qualificação ao servidor através da Fundação Escola de Governo (Escolagov).

Esse é um modelo de gestão de pessoas, já praticado e validado por muitas organizações públicas e privadas, para avaliar e desenvolver seus servidores, alinhando suas competências individuais às necessidades da administração pública, visando a melhoria da qualidade dos serviços. É pautada nos princípios da eficiência do serviço público e engloba o processo de gestão e desenvolvimento de pessoas, incluindo a adequação que for necessária para a modernização do Estado e a melhoria da prestação dos serviços à sociedade.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas