MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
23/10/2017
23 de janeiro de 2016 às 12h12 | Trânsito

Prefeitura planeja ações com Plano de Redução de Acidentes

A primeira iniciativa aconteceu como teste com o projeto Moto na Frente

Por: Da Redação

 

Ações como a implantação de mão única, binários, novos semáforos, campanhas educativas e fiscalização intensificada, inclusive na madrugada estão entre as atividades que integram o Plano de Redução de Acidentes que começa a ser implementado pela Prefeitura de Campo Grande, por meio da Agetran (Agência de Transporte e Trânsito). A primeira iniciativa aconteceu como teste já no final do ano passado com o projeto Moto na Frente, que prossegue neste ano com novos locais.

Em 2015, acidentes no trânsito tiveram 93 vítimas fatais. A expectativa para esse ano é a redução expressiva desse número. As medidas contidas no Plano são resultado de estudo das equipes de profissionais da Agetran e envolvem áreas de engenharia do trânsito, fiscalização e educação no trânsito. Para dar apoio e base científica aos dados foi necessário implantar o setor de estatística que realiza a análise das informações e a partir daí são formalizadas ações necessárias.

As reuniões são constantes e, a partir das informações levantadas, as ações são planejadas focando atender a redução de acidentes. A combinação álcool, velocidade, falta de habilitação e direção perigosa é o fator que mais preocupa a Agetran por serem indutores de acidentes e com gravidade.

Já para o início de fevereiro, o Plano de Redução de Acidentes prevê ações de educação no trânsito e a intensificação da fiscalização pelos agentes em pontos estratégicos. Na volta às aulas, o foco será a campanha do trânsito seguro nas escolas com abordagens aos pais de alunos e ações educativas. As filas duplas também vão ser alvo de fiscalização, aí sim com multa aos motoristas infratores.

O período de Carnaval também atrairá a atenção dos agentes de trânsito que vão agir em educação e fiscalização, evitando a combinação álcool e direção, que fica mais evidente nesse período, com atuação dos fiscais próximo às grandes aglomerações e festas carnavalescas.

Os trabalhos de engenharia de trânsito estão na fase final de discussão. Foram formalizadas pesquisas de volume de trânsito e cruzamos com estatísticas de acidentes, visando a implantação de binários, a mudança de ruas estratégicas para mão única e colocação de semáforos em cruzamentos de vias. São medidas que visam em primeiro lugar a segurança de motoristas e pedestres.

Pelo aumento de acidentes, algumas vias terão maior atenção da fiscalização, entre elas as avenidas Guaicurus, Gury Marques, Afonso Pena, Duque de Caixas, Júlio de Castilho e Joaquim Murtinho.

As ações de fiscalização e de engenharia no trânsito já realizadas no ano passado começam a surtir efeitos positivos. Os números revelam queda significativa no índice de acidentes no início deste ano. No ano passado, em janeiro, nos primeiros 20 dias foram contabilizados 527 acidentes, sendo sete vítimas fatais e nesse mesmo período neste ano, foram 186 acidentes registrados, com cinco mortes.

O investimento na redução de acidentes vai abranger a região central da cidade, visando principalmente os pedestres. Nesta região, as medidas visam a reestruturação dos semáforos de pedestre.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas