MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
22/04/2018
27 de janeiro de 2014 às 10h22 | Um ano da tragédia na Kiss

Pais de Campo Grande estão no RS em apoio ao um ano da tragédia na boate Kiss

Nesta segunda acontece diversas atividades em Santa Maria para homenagear os 242 mortos no incêndio

Por: Mariana Anjos e Mariana Rodrigues
Foto: Reprodução/Facebook Mães da Fronteira

Dia 27 de janeiro de 2014. Há exatamente um ano atrás uma tragédia abalou todo o país e até fora do Brasil, o incêndio da Boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, onde resultou na morte de 242 pessoas, em sua maioria, jovens universitários. Nesta data em que completa 365 dias do ocorrido, muitas homenagens e eventos em lembrança as vítimas estão sendo realizadas na cidade do Sul.

Para apoiar e prestar solidariedade às famílias, os pais de Breno Silvestrini, jovem assassinado brutalmente, há cerca de um ano e cinco meses, juntamente com seu amigo em Campo Grande, para ser efetuado o roubo da caminhonete em que estavam, Rubens e Lilian Silvestrini, foram para Santa Maria com o intuito de participar das homenagens e dar apoio aos pais que, assim como eles, perderam seus filhos em uma tragédia e lutam por justiça.

Diretamente do RS, Rubens falou com a reportagem do site MS Repórter e destacou a importância de estarem unidos neste momento, até por que quando completou um ano da morte de seu filho, agosto de 2013, um casal que perdeu a filha no incêndio da boate esteve em Campo Grande para prestar solidariedade a eles.

“Estamos unidos na dor dos pais que perderam seus filhos jovens. A Associação das Vítimas da Tragédia de Santa Maria (AVTSM) esteve presente nas solenidades que fizemos no 1º. ano da morte de Breno e Leonardo. A Lilian Silvestrini, enquanto presidente, representa a associação Mães da Fronteira. Temos uma ideia de criar uma federação que congregue todas estas associações com a finalidade de cobrar atitudes concretas de nossos governantes no que tange á impunidade brasileira”, disse Rubens.

Ele também enfatizou a importância de estarem unidos nestes momentos, mesmo sendo bem diferentes as maneiras em que perderam seus filhos, mas deixou claro que a vontade de fazer com que os culpados paguem pelas tragédias é única. “As mortes de Breno e Leonardo não são diferentes na essência se comparadas á tragédia de Santa Maria. A impunidade que acontece neste país acaba por levar a um sistema corrupto. Breno e Leonardo morreram vítimas do tráfico internacional de drogas, ou seja, está fácil demais cometer crimes, pois a punição não existe ou é pequena”.

“No caso da boate Kiss o poder público, prefeitura, bombeiros, etc, sequer foram indiciados no processo. Um engenheiro da prefeitura negou o alvará da boate com 28 irregularidades. Este engenheiro cumpriu sua função. Porém quem expediu o alvará para a boate funcionar foi o secretário municipal de finanças que não tem atribuições para isso. Este secretário sequer foi citado como responsável no processo. É a impunidade que corre solta neste Brasil”, disse indignado Rubens Silvestrini.

O casal viajou na sexta-feira (24), para Santa Maria e deve permanecer no RS por alguns dias. Desde o último sábado, que antecedeu a data do 1º ano da tragédia, toda uma série de eventos acontece no Estado, confira a programação do 1º Congresso Internacional Novos Caminhos - A vida em transformação:

Dia 25 janeiro - inúmeros eventos. Dia 26 de janeiro - várias palestras e coletiva de Imprensa do Sr. Adherbal Ferreira - presidente da Associação das Vítimas da Tragédia de Santa Maria (AVTSM). Já no dia 27 de janeiro, data exata do ocorrido: homenagem ás vítimas na Universidade Federal de Santa Maria; plantio de árvore frutífera com apresentação musical; apresentação do documentário JANEIRO 27 - narrativa da tragédia; palestra espírita na praça Saldanha Marinho; mobilização social com intuito de promover a interação com a sociedade para buscar novos caminhos em busca do cuidado com a vida e ato ecumênico na praça Saldanha Marinho, assim como em inúmeras cidades do Rio Grande do Sul. Estes atos homenagearão as vítimas em suas cidades de origem.

 

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas