MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
22/08/2019
29 de janeiro de 2019 às 12h34 | Geral

Ônibus Saladão terá mudanças em local de vendas no mês de fevereiro

A unidade ainda está esta semana na Praça do Peixe, no Bairro Vilas Boas

Por: PMCG

O Programa Saladão terá a primeira adequação após os primeiros seis meses de intenso trabalho em três locais diferentes da cidade. Esta será a última semana em que o ônibus Saladão estará estacionado na Praça do Peixe, no Bairro Vilas Boas.

A partir do dia 7 de fevereiro, o Saladão estará estacionado na rua Marquês de Leão, 237, Bairro Estrela Dalva, em frente da Incubadora Municipal. A comercialização de hortifrútis será realizada pelos produtores da Associação Sucuri, das 14h às 21h.

As três comunidades rurais que fornecem produtos para o Programa Saladão – Associação da Comunidade Sucuri, Associação dos Produtores de Orgânicos (Organocoop) e Comunidade de Produtores Rurais de Rochedinho – realizaram recentemente uma reunião de avaliação com os técnicos da Sedesc, chegando à conclusão que há espaço para pequenas adaptações, com objetivo de oferecer novos produtos e maior comodidade à população de Campo Grande.

“Realizamos uma reunião de avaliação no início deste mês que confirmou, mesmo diante das dificuldades naturais que envolvem um projeto dessa natureza, que os produtores obtiveram resultados satisfatórios, garantindo a continuidade da comercialização em 2019. Na medida em que o tempo for passando, vamos corrigindo erros e retirando os entraves que satisfaçam os produtores, para que a comunidade campo-grandense tenha na mesa produtos de qualidade”, disse o coordenador do projeto, Lucas Neto.

Além dessa adequação, a organização também prevê, para o mês de março, o início de outro segmento do Programa. “Estamos decidindo qual será o dia de início, mas será após o carnaval”, disse o coordenador, confirmando que haverá um dia de vendas de produtos exclusivamente orgânicos e que o ponto de comercialização será na Praça do Peixe.

Lançado em agosto de 2018, pela Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e de Ciência e Tecnologia (Sedesc), representa excelente fomento à horticultura e fortalecimento da agricultura familiar na Capital, oferecendo qualidade de vida e saúde à população através de alimentos saudáveis, com produtos frescos vindos diretamente do campo para a mesa do consumidor.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas