MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
16/08/2018
03 de maio de 2018 às 13h27 | Geral

Novo coordenador de Defesa Civil quer ampliar as ações com os municípios

Tenente-coronel Fábio Catarinelli assumiu a coordenadoria estadual de Defesa Civil de MS

Por: GOV MS
Divulgação/GOV MS

Fortalecer o sistema de Defesa Civil do Estado, ampliando e estruturando as coordenadorias municipais e a capacitação de pessoal e as parcerias com órgãos públicos federais e estaduais para maior controle e monitoramento dos desastres naturais, é meta do novo coordenador da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), tenente-coronel bombeiro Fábio dos Santos Coelho Catarinelli, 40 anos.

Com dez anos de experiência no setor e 22 anos de carreira militar, Catarinelli foi designado para substituir o coronel Isaías Bitencourt por meio do decreto nº 871 assinado pelo governador Reinaldo Azambuja e publicado na edição desta quinta-feira do Diário Oficial do Estado (DOE). Ele assume em um momento de transição climática, com a chegada do período seco e a incidência de queimadas, e pede alerta máximo para reduzir os impactos à população e ao meio ambiente.

“Vamos dar continuidade às ações, ampliando o atendimento aos municípios e aumentando o nível técnico para enfrentamento das situações de risco, como o combate aos incêndios florestais, que se intensificam a partir de agora em todo o Estado”, afirmou o coordenador. “A força da defesa civil é a força do Estado, portanto, vamos continuar avançando na integração com as secretarias estaduais, aprimorando o sistema com respostas imediatas à população”, ponderou.

Importância da parceria

Catarinelli adiantou que a Cedec vem ampliando anualmente os cursos de capacitação de técnicos nos municípios, tendo sido formados 180 em 2017 somente na área de incêndios florestais, por meio de convênio com o Ministério da Justiça. Também destacou o trabalho em parceria com as secretarias estaduais, dentre as quais a de Infraestrutura, em resposta aos fenômenos naturais ocorridos principalmente com a intensidade de chuvas nos primeiros meses do ano.

“Com esse trabalho mais integrado com os demais órgãos que compõem o sistema de defesa civil, como as salas de situação do Imasul [Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul], Secretaria de Estado de Saúde e Cemtec [Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de MS], podemos emitir alertas com mais precisão e antecipar o atendimento àquelas pessoas atingidas por algum desastre natural”, explica o novo coordenador, que comandou por oito anos a Defesa Civil de Corumbá.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas