MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
21/11/2017
28 de março de 2017 às 12h25 | Economia

Indústria de MS tem melhor fevereiro dos últimos três anos na geração de emprego

No mês foi atingida a marca de 460 postos de trabalho, melhor resultado para o mês nos últimos três anos

Por: Fiems
Divulgação/Fiems

Mais uma vez o setor industrial de Mato Grosso do Sul, que é composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, teve um mês positivo, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems. A exemplo de janeiro deste ano, fevereiro de 2017 atingiu a marca de 460 postos de trabalho, ou seja, melhor resultado para o mês nos últimos três anos.

Ainda de acordo com o Radar da Fiems, no acumulado de janeiro a fevereiro, foram abertos 1.334 postos de trabalho na indústria estadual, resultado de 11.467 contratações e 10.133 demissões, enquanto nos últimos 12 meses o setor gerou 1.424 postos de trabalho, resultado de 62.554 contratações e 61.130 demissões. “Entendemos que o progresso do projeto de melhorias que o Governo Federal vem conduzindo começa a surtir os primeiros efeitos”, avaliou o presidente da Fiems, Sérgio Longen.

Segundo Sérgio Longen, o controle dos gastos e o início de um novo modelo de gestão já começam a refletir positivamente na geração de empregos. “Trata-se de um avanço da gestão do novo Governo e, na mesma linha, reconhecemos também como ações positivas o controle da inflação e a redução dos juros, que já estão em patamares pelo menos aceitáveis. A estrutura de Governo tem investido nessas melhorias e isso faz com que as empresas voltem a investir e, automaticamente, voltem a contratar”, analisou.

Maiores saldos

Já o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, informa que os maiores saldos registrados em fevereiro deste ano foram nos segmentos da indústria da construção (+178), alimentos e bebidas (+70), têxtil e vestuário (+70), calçados (+57) e química (+49). “No período de janeiro a fevereiro, os maiores saldos foram da construção (+583), alimentos e bebidas (+154), calçados (+132), têxtil e vestuário (+94) e material elétrico (+87), enquanto nos últimos 12 meses foram a construção (+1.565), serviços industriais (+536), indústria do material elétrico (+222), calçados (+173), alimentos e bebidas (+123) e indústria da borracha, couro e diversos (+58)”, informou.

Ele reforça que o conjunto das atividades industriais em Mato Grosso do Sul encerrou fevereiro de 2017 com 127.512 trabalhadores empregados, indicando aumento de 0,4% em relação a janeiro de 2017. “A indústria encerrou o mês com o 3º maior contingente de trabalhadores formais do Estado. Atualmente, a atividade industrial responde por 19,7% de todo o emprego formal existente em Mato Grosso do Sul, ficando atrás dos setores de serviços, que empregam 193.093 trabalhadores e tem participação equivalente a 29,8%, e da administração pública, com 129.954 trabalhadores e participação de 20,1%”, enumerou.

Desempenho

Em Mato Grosso do Sul, de janeiro a fevereiro deste ano, 107 atividades industriais apresentaram saldo positivo de contratação, proporcionando a abertura de 2.471 vagas. Entre as atividades industriais com saldo positivo de pelo menos 100 vagas destacaram-se montagem de instalações industriais e de estruturas metálicas (+460), instalações elétricas (+332), abate de suínos, aves e outros pequenos animais (+124), serviços especializados para construção não especificados anteriormente (+120) e fabricação de calçados de materiais não especificados anteriormente (+113).

Por outro lado, 86 atividades industriais apresentaram saldo negativo em Mato Grosso do Sul, proporcionando o fechamento de 1.137 vagas. Entre as atividades industriais com saldo negativo de pelo menos 40 vagas, destacaram-se construção de edifícios (-258), construção de rodovias e ferrovias (-148), fabricação de açúcar em bruto (-92) e fabricação de artefatos para pesca e esporte (-44). Em relação aos municípios, constata-se que em 35 deles as atividades industriais registraram saldo positivo de contratação de janeiro a fevereiro de 2017, proporcionando a abertura de 2.321 vagas.

Entre as cidades com saldo positivo de pelo menos 40 vagas destacaram-se Campo Grande (+676), Três Lagoas (+399), Nova Andradina (+174), Dourados (+143), Batayporã (+122), Aparecida do Taboado (+121), Santa Rita do Pardo (+84), Sidrolândia (+73), Chapadão do Sul (+72), Paranaíba (+59), Itaquiraí (+51), Ponta Porã (+51) e Selvíria (+47). Por outro lado, em 34 municípios as atividades industriais registraram saldo negativo, proporcionando a fechamento de 987 vagas, com destaque para Coxim (-190), Água Clara (-173), Corumbá (-102), Angélica (-99), Vicentina (-63), Naviraí (-45) e Bataguassu (-41).

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas