MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
13/12/2018
28 de novembro de 2018 às 08h12 | Economia

Governo vai pagar décimo terceiro de servidores dia 18 de dezembro

Planejamento e organização garantem salários, afirma Reinaldo Azambuja

Por: GOV MS

O pagamento do décimo terceiro salário do funcionalismo público estadual será depositado no dia 18 de dezembro. A remuneração extra de servidores ativos e inativos, segundo a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), representa R$ 360 milhões. “Valeu a pena o planejamento e a organização durante todo o ano. Mato Grosso do Sul é um dos poucos estados do Brasil que está cumprindo com essa obrigação”, destacou o governador Reinaldo Azambuja.

A data do  pagamento foi revelada pelo governador nesta quarta-feira (28.11) em encontro que reuniu na governadoria os secretários estaduais de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel; de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis; de Fazenda, Guaraci Fontana; e de Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck. Representantes do comércio, da indústria e do setor produtivo também estiveram presentes no anúncio.

Reinaldo Azambuja adiantou ainda que os salários do mês de novembro serão pagos no próximo dia 30. Já os vencimentos de dezembro serão depositados na primeira semana de janeiro de 2019. “Em 35 dias vamos depositar três folhas que representam R$ 1,590 bilhão. Vamos terminar o mandato cumprindo religiosamente com os pagamentos dos servidores”, observou ele. “Em anos difíceis da economia conseguimos pagar em dia”, emendou.

Para a presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos da Administração do Estado (Sindsad-MS), Lílian Fernandes, o cronograma de pagamentos das remunerações atende as expectativas do funcionalismo público estadual. “Nosso sentimento é de reconhecimento. Sabemos que a situação do país está difícil. Agora, os servidores podem ter acesso ao calendário e se organizar para o fim do ano”, afirmou.

As datas e os valores também agradaram representantes do comércio. “Essa iniciativa do governador é maravilhosa porque nos dá um novo fôlego neste ano tão difícil”,  disse a presidente da Associação da Feira Central de Campo Grande, Alvira Melo. Cerca de 70 mil funcionários públicos ativos e aposentados serão beneficiados, além de pensionistas.

“O comércio está precisando demais desse dinheiro circulando. A maioria dos estados não vão pagar o 13º. 90% das prefeituras de Minas Gerais também não. Então, aqui é um grande alívio para os servidore e o comércio”, falou o presidente da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG), João Carlos Polidoro.

“Em 35 dias vamos depositar três folhas que representam R$ 1,590 bilhão”, ressaltou Reinaldo Azambuja

Também estiveram presentes no encontro os presidentes do CDL, Adelaido Villa; do Amas, Edmilson Veratti; da Famasul, Maurício Saito; da Amems; Delmar Ribeiro; do Mercadão Municipal, Cleuber Linares; e do Camelódromo, Francisco José Pereira. Fecomércio, Assomasul, Aems e Sebrae enviaram representantes.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas