MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
11/12/2019
30 de julho de 2019 às 09h47 | Meio ambiente

Governo reforça ações para recuperação do Rio Taquari durante exibição de documentário

O Governo do Estado reforçou na manhã desta segunda-feira (29) as ações já implementadas e outras iniciativas em curso para a recuperação e preservação da Bacia do Rio Taquari, em Mato Grosso do Sul.

Por: Marcelo Armôa, Assessoria de Comunicação da Semagro

O Governo do Estado reforçou na manhã desta segunda-feira (29) as ações já implementadas e outras iniciativas em curso para a recuperação e preservação da Bacia do Rio Taquari, em Mato Grosso do Sul.

As medidas foram reafirmadas a uma plateia composta por produtores rurais sul-mato-grossenses que participaram da primeira exibição do documentário, “Ruivaldo, o homem que salvou a terra”, realizado pelo Projeto Documenta, que trata das questões ambientais que atingem o Rio Taquari e as propriedades rurais das regiões do planalto e planície pantaneira.

O secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Agricultura Familiar e Produção); o secretário Eduardo Riedel, da Segov (Secretaria de Governo e Gestão Estratégica; Ricardo Eboli, diretor-presidente do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) participaram da exibição do documentário, realizada no Hotel Deville, em Campo Grande, a convite de Teresa Cristina Bracher, proprietária da Fazenda Jatobazinho e associada ao Projeto Documenta.

Também participou da exibição o presidente da Famasul, Maurício Saito e pesquisadores da Embrapa. Ricardo Eboli, diretor-presidente do Imasul, lembrou que o projeto de recuperação do Taquari já foi apresentado no início do mês de junho pelo governador Reinaldo Azambuja ao ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles em encontr realizado na Fazenda Caiman.

“O projeto prevê intervenções no alto (região de Coxim) e no baixo (Pantanal de Corumbá) Taquari, incluindo recuperação do solo e da mata ciliar, dragagem do leito, hoje não navegável devido a concentração de sedimento, e ações ambientais. O governo federal já nos garantiu R$ 100 milhões para as ações prioritárias”, lembrou “Temos um conjunto de medidas já estabelecidas no que se refere à legislação e às ações de curto, médio e longo prazo. Já contamos com uma garantia de aporte financeiro do governo federal e agora vamos elencar prioridades.

O filme nos ajuda nessa discussão e nos mostra caminhos possíveis em nível estadual e municipal, além da necessidade de se avançar, com a inserção de soluções de mercado”, finalizou Jaime Verruck. Com direção de Jorge Bodanski e codireção de João Farkas, o documentário “Ruivaldo o homem que salvou a terra”, tem 45 minutos e duração.

Filmado em várias regiões do Pantanal, o filme terá sua pré-estreia internacional em setembro de 2019 na cidade de Bruxelas no “Musée des Sciences Naturelle Instituto Royal e Fondo Leopoldo III”. Ainda no segundo semestre, o filme inicia sua carreira com projeções em festivais, escolas e exibições públicas.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas