MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
21/07/2019
28 de junho de 2019 às 15h28 | Rural

Governo publica decreto que facilita exportações para produtores de milho de MS

Produtores rurais de Mato Grosso do Sul terão agora mais facilidades para exportar seus estoques de milho

Por: Marcelo Armôa – Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Famil

Produtores rurais de Mato Grosso do Sul terão agora mais facilidades para exportar seus estoques de milho. O Governo do Estado publicou o decreto nº 15.248 na edição desta sexta-feira (28.6) do Diário Oficial do Estado (DOE) e estabeleceu novas regras para a paridade nas exportações de milho feitas no Estado.

A medida tem vigência até 30 de junho de 2020 e ocorre no momento da melhor safra de milho da história do Estado, com estimativa de produção de 9,552 milhões de toneladas, de acordo com o SIGA-MS, o Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio implantado pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), em parceria com a Aprosoja e Famasul.

De janeiro a maio de 2019, em Mato Grosso do Sul, foram exportadas 341.826 toneladas de milho em grão, crescimento de 50,9% em relação ao mesmo período do ano passado. “Hoje, 67% da nossa produção é absorvida pelo mercado interno, basicamente na nossa indústria de proteína animal, seja de suínos e aves. Com essa estimativa de safra recorde já temos uma sinalização de que haverá necessidade de exportação.

Com a situação atípica no Estados Unidos, o preço médio no mercado internacional anima os produtores, por isso o governador Reinaldo Azambuja, atento às necessidades do setor e às condições favoráveis no mercado externo, flexibilizou a paridade da exportação de milho”, comenta o secretário Jaime Verruck, da Semagro.

O presidente do Sistema Famasul, Maurício Saito, destaca que a iniciativa proporciona aos produtores possibilidade de incremento à comercialização. “Com 39% da safra negociada, a medida do Governo permite que o mercado possa ajustar os estoques e remanejar a produção tanto para o mercado interno quanto externo, garantindo melhores preços e maior rentabilidade ao produtor.

É uma conquista para o setor que, consequentemente, irá alavancar a economia estadual”. Para o presidente da Aprosoja/MS, Juliano Schmaedecke, a medida anunciada hoje atende os anseios dos agricultores sul-mato-grossenses, especialmente, diante da supersafra brasileira de milho. “Os principais produtores brasileiros deste cereal terão volumes de produção excedentes e o anúncio do Governo aumenta o poder de decisão do agricultor em relação ao que é mais interessante no momento da negociação do seu produto. Essa flexibilização permite maior comercialização internacional, em um momento no qual os preços estão atrativos”.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas