MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
20/10/2017
09 de outubro de 2017 às 10h18 | Geral

Governo fecha parceria com CGU para prevenir e combater a corrupção na gestão pública do estado

Acordo prevê mecanismos de cooperação para aprimorar controle interno da gestão pública

Por: GOV MS

Com objetivo de contribuir para a prevenção e o combate à corrupção, o Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Controladoria Geral do Estado (CGE-MS) fechou uma parceria com a superintendência regional da Controladoria Geral da União (CGU). Além de tapar o gargalo das finanças públicas, seja na educação, na saúde, no meio ambiente ou em outras áreas, o acordo prevê também a promoção da transparência, ética pública, incentivo ao controle social e fortalecimento da gestão.

A transparência é um dos compromissos de campanha do governador Reinaldo Azambuja. Na avaliação dele, esse novo acordo vem a somar com as inciativas de controle e monitoramento que estão sendo implantadas desde o seu primeiro dia de gestão. Entre elas estão o Portal da Transparência, Sistema de Informação ao Cidadão (SIC) e a própria criação da CGE-MS.

“Nosso objetivo é fazer um governo transparente, moderno e eficiente. Temos adotado algumas medidas rigorosas, reduzimos o tamanho da estrutura do estado e, agora, seguimos dentro de um planejamento para fazer o controle e combate da corrupção que hoje é tido como o mal do século. Defendemos que dinheiro público deve ser gasto com coisas públicas”, disse Reinaldo Azambuja.

O controlador-geral do Estado, Carlos Eduardo Girão de Arruda, pondera que aprimorar o controle interno da gestão pública é fundamental no processo de combate à corrupção. Girão explica ainda que como a CGE é recém-criada, acordos como este são fundamentais para auxiliar na estruturação da controladoria.

“É um ganho enorme que nós Governo de MS vamos ter. Em primeiro lugar a transferência da expertise, uma vez que a CGU atua há muito mais tempo na área de prevenção. Depois, esse tipo de acordo é fundamental para a fase de estruturação em que nos encontramos. Vamos estruturar realmente, através de sistemas, capacitações e do trabalho conjunto que diuturnamente realizamos fiscalizando recursos do governo estadual e federal. Trabalhando de mão dadas não tenho dúvida que vamos conseguir resultados cada vez mais eficazes”, declarou Girão.

A controladora-Geral-Adjunta do Estado, Marina Hiraoka Gaidarji, avalia que o governo tem andado na direção certa. “No trabalho de combate à corrupção nós acabamos identificando pontos de fragilidade na administração pública. A corrupção é um gargalo, mas não é o único. Estamos em um momento que não ter mais para onde ir: a receita não tem como aumentar, então, é preciso controlar despesas e os pontos de fragilidade. Só assim, gastando com responsabilidade e eficiência e monitorando constante todos os atos da gestão, conseguiremos melhorar cada vez mais a vida da população do nosso estado”, afirmou.

O acordo prevê ainda compartilhamento de base de dados entre as controladorias; aprimoramento de técnicas e procedimentos implementados nas ações de controle; compartilhamento de conhecimento e informações técnicas relativas às áreas de auditoria e fiscalização e ouvidorias; entre outras diversas ações. O controlador geral ressalta ainda que a parceria não envolve qualquer transferência de recursos, ou seja, é totalmente gratuita para o Poder Público Estadual.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas