MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
26/04/2018
28 de outubro de 2014 às 15h57 | Saúde

Ebola: testes de vacina experimental começam esta semana na Suíça

A vacina experimental da GSK é uma das duas vacinas que a OMS considera promissora

Por: Mariana Rodrigues/Informações Agência Brasil

 Os primeiros testes de uma vacina experimental contra o vírus ebola devem ter início esta semana na Suíça, divulgou hoje (28) a Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo a entidade, autoridades suíças autorizaram o início dos testes da vacina, desenvolvida pela empresa britânica GlaxoSmithKline (GSK).

Os testes, que ocorrerão num hospital em Lausanne, perto de Genebra, vão envolver 120 pessoas. “Esta é a última etapa para fornecer o mais rápido possível vacinas seguras e eficazes contra o ebola”, referiu a agência das Nações Unidas, num comunicado.

A vacina experimental da GSK é uma das duas vacinas que a OMS considera particularmente promissora. Os ensaios clínicos já começaram no Mali, no Reino Unido e nos Estados Unidos e em breve, na Suíça e Alemanha. Em dezembro, podem abranger os três países da África Ocidental mais afetados pelo surto da doença – Libéria, Guiné-Conacri e Serra Leoa.

Atualmente, não existe tratamento ou vacina homologada para combater o vírus ebola. O atual surto já matou quase 5 mil pessoas entre os 10.141 casos identificados em oito países (Libéria, Serra Leoa, Guiné-Conacri, Nigéria, Senegal, Mali, Espanha e Estados Unidos).

Os primeiros testes de uma vacina experimental contra o vírus ebola devem ter início esta semana na Suíça, divulgou hoje (28) a Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo a entidade, autoridades suíças autorizaram o início dos testes da vacina, desenvolvida pela empresa britânica GlaxoSmithKline (GSK).

Os testes, que ocorrerão num hospital em Lausanne, perto de Genebra, vão envolver 120 pessoas. “Esta é a última etapa para fornecer o mais rápido possível vacinas seguras e eficazes contra o ebola”, referiu a agência das Nações Unidas, num comunicado.

A vacina experimental da GSK é uma das duas vacinas que a OMS considera particularmente promissora. Os ensaios clínicos já começaram no Mali, no Reino Unido e nos Estados Unidos e em breve, na Suíça e Alemanha. Em dezembro, podem abranger os três países da África Ocidental mais afetados pelo surto da doença – Libéria, Guiné-Conacri e Serra Leoa.

Atualmente, não existe tratamento ou vacina homologada para combater o vírus ebola. O atual surto já matou quase 5 mil pessoas entre os 10.141 casos identificados em oito países (Libéria, Serra Leoa, Guiné-Conacri, Nigéria, Senegal, Mali, Espanha e Estados Unidos).

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas