MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
01/04/2020
13 de março de 2020 às 07h56 | Interior

Com investimentos de mais de R$ 7 milhões, Nova Andradina vai ganhar moderno complexo hospitalar

Com investimentos do Município, Estado e União que ultrapassam R$ 7 milhões, o Hospital Regional “Francisco Dantas Maniçoba”, de Nova Andradina, está recebendo obras de modernização em toda sua estrutura, para atender a população local e dos municípios d

Por: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Para tanto, está sendo construída uma UTI Neonatal, um Banco de Leite, Unidade de Cuidados Intermediários e Centro de Diagnóstico por Imagem, que permitirá à população acesso a exames de Raios-X, tomografia computadorizada e ultrassonografia.

“Trata-se do maior volume de recursos já aplicados na saúde em Nova Andradina, o que vai nos possibilitar a oferta de serviços inéditos na região e colocar nossa cidade no padrão de saúde pública encontrado somente nos grandes centros urbanos”, aponta o prefeito Gilberto Garcia.

Essa estrutura vai beneficiar toda a microrregião de Nova Andradina, compreendida pelos municípios de Anaurilândia, Angélica, Batayporã, Ivinhema, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul e Taquarussu. “Como médico e entusiasta do Sistema Único de Saúde (SUS) desde a época de universitário, sei da importância de se ofertar atendimento de qualidade aos cidadãos e por isso venho atuando em parceria com a administração municipal na viabilização dos recursos”, explica Geraldo Resende, secretário estadual de Saúde.

Recursos

Para a implantação do complexo, na condição de deputado federal, Geraldo Resende articulou recursos de mais de R$ 3,5 milhões e a Prefeitura, como contrapartida, aplicou recursos de mais R$ 3,5 milhões.

Esse trabalhou teve início em 2014, quando Geraldo Resende conquistou R$ 468,7 mil junto ao Fundo Nacional de Saúde (FNS), para aquisição de equipamentos diversos destinados ao Hospital Regional, entre eles, um aparelho de ultrassom.

No mesmo ano, garantiu mais R$ 440 mil para a ampliação da Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal Convencional (UCINCO), com capacidade para 13 novos leitos e mais R$ 440 mil para a ampliação da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), com previsão de mais nove leitos.

Em 2017, viabilizou R$ 900 mil para a construção do Banco de Leite e sala de exames no complexo do Hospital. A construção do Centro de Diagnóstico por Imagem está sendo possível por meio de uma emenda ao Orçamento Geral da União/2014, no valor de R$ 1,3 milhão.

Trata-se de uma estrutura que possibilitará a realização de diagnósticos por meio de exames tomografia computadorizada, ultrassonografia e Raios-X, além de outros exames que deverão ser ofertados pelo município com a compra de novos equipamentos.

Por meio de uma emenda ao Orçamento da União/2019, Geraldo Resende garantiu mais R$ 476,7 mil ao Hospital, destinados a custeio de ações da Média e Alta Complexidade.

Banco de Leite

A construção do prédio do Banco de Leite Humano abrange a área de 275,4 metros quadrados, onde será disponibilizado o primeiro espaço em saúde do gênero na região.

Terá uma sala de espera com sete lugares, espaço para armazenamento de leite, um consultório, um vestiário, uma sala de coleta para duas poltronas e espaço para preparo das doadoras. No estágio atual, a obra entrou na etapa de cobertura do teto, com o concretagem da laje.

As demais obras (Centro de Diagnóstico, Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal Convencional e UTI Neonatal) seguem em construção simultânea. A entrega está prevista para o primeiro semestre deste ano.

 
What do you want to do ?
New mail
Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas