MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
17/10/2017
02 de outubro de 2015 às 10h49 | Trânsito

Alunos reclamam e Agetran reforça sinalização no entorno da UEMS

Equipe fez a pintura das faixas para pedestres em frente à entrada da cidade universitária

Por: O Estado
Divulgação/PMCG

Após os estudantes temerem pela sua segurança, a prefeitura de Campo Grande faz sua parte e por meio da Agetran (Agência Municipal de Trânsito) melhorou a sinalização horizontal e vertical nas imediações do complexo universitário do campus da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), localizado na avenida Euler de Azevedo. Em função da inauguração do novo poli, o local ficou com uma grande movimentação de pedestres e veículos. Agora, falta o governo do Estado cumprir com o prometido e duplicar a MS-080.

“Detectamos problemas que estavam causando conflitos aos motoristas e falta de segurança aos pedestres. A falta de sinalização de segurança para a travessia dos alunos que desciam dos ônibus, vindos do centro da cidade e atravessavam a avenida sem nenhuma proteção e, ainda, a falta de uma sinalização mais enfática em relação ao canteiro de acesso à universidade nos levaram a essa rápida intervenção urbana, implantando a sinalização adequada para o local, inclusive com faixa de pedestres”, esclareceu o diretor-presidente da Agetran, Elídio Pinheiro, a respeito da ação realizada no local.

Segundo Pinheiro, foram investidos no local 200 m² de pintura de faixas na pista na cor branca; 100 m² de pintura de faixas na pista na cor amarela; 80 m² de pintura na cor preta; aplicação de 80 tachas bifocal refletivas; 28 placas de sinalização vertical. Todo o serviço foi executado com recursos próprios, de material e pessoal.

No último dia 19 de setembro, o jornal O Estado publicou uma matéria com as reclamações dos acadêmicos da UEMS sobre o trânsito no entorno do campus, local onde já teve vários acidentes. Na semana passada, um homem morreu após colisão frontal que aconteceu em frente à universidade. Os estudantes também pediam por mais linhas de ônibus.

O governo prometeu intervenções que vão deixar o trânsito mais seguro na via, mas a obra ainda está em fase de licitação e sem prazo para início.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas