MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
20/09/2018
21 de junho de 2018 às 15h22 | Geral

Agetran inicia obra que dará fim ao congestionamento na rotatória da Coca Cola

Serão instalados semáforos para melhorar o trânsito

Por: PMCG
Divulgação/PMCG

Desde o início da semana, equipes do Consórcio CAM, que faz manutenção da sinalização de trânsito da cidade, sob supervisão da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran),  trabalham na  rotatória das avenidas Gury Marques e Interlagos. No local, na chamada rotatória da Coca Cola, serão instalados semáforos que vão regular o  trânsito e acabar com os congestionamentos nos horários de pico de tráfego pela manhã e fim da tarde.

Nesta etapa, o trabalho é abrir valetas, colocar a  tubulação e a fiação de conexão dos semáforos.  Para não atrapalhar o trânsito, as intervenções na pista das avenidas são feitas no período noturno.  A expectativa é que até o aniversário da cidade, dia 26 agosto, o projeto esteja implantado.

IMG_6356Além de resolver o problema de congestionamento, o projeto prevê a construção de calçadas cortando a rotatória e rampas de acessibilidade, para que seja possível atravessar as duas avenidas com segurança,  na faixa de pedestre , quando o sinal estiver fechado para a passagem de veículos. Na situação atual, explicam os técnicos da Agetran, o pedestre que vem pela Gury Marques, tem dificuldade para fazer a travessia da rotatória porque o fluxo de veículos é permanente.

Depois de ultrapassada esta etapa de preparação da rotatória para receber os semáforos, os equipamentos serão instalados com tempo regulado conforme o fluxo de veículos identificados pela pesquisa de tráfego.

De acordo com o diretor da Agetran, Janine Bruno, semaforização  da rotatória da Coca Cola é um projeto mais simples que o  implantado na Mato Grosso com a Nellly Martins, onde foi preciso executar uma série de obras, com redução de canteiros e redimensionamento da rotatória em si para abertura de uma terceira pista de rolamento,  bem como abertura de uma alça de acesso.

“A dinâmica do trânsito lá é muito mais complicada, com  gargalos de tráfego praticamente o dia inteiro. Na Gury Marques há formação de congestionamento das 7 às 8 horas da manhã, na pista bairro/centro, e à tarde, das 17 às 19 horas, na pista contrária. Outra vantagem é que a rotatória  já tem três pistas de rolamento”, explica Janine.

A opção de  instalar rotatória, em vez de um viaduto, levou em conta, de acordo com o diretor da Agetran, o custo muito menor da intervenção (com a mesma eficácia) e a maior rapidez na implantação. “O viaduto custaria em torno de R$ 40 milhões e demoraria pelo menos dois anos para ficar pronto. A semaforização deve custar R$ 1 milhão .

Na sequência, haverá intervenções semelhantes nas rotatórias das avenidas Tamandaré com Euler de Azevedo; Três Barras com Marques de Lavradio; Joaquim Murtinho/Ceará e Eduardo Elias Zahran/ Joaquim Murtinho.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas